Conceito

Responsabilidade Social

Meio Ambiente

Econômico

Redução do consumo de água na obra Atílio Innocenti


João Mariano e José Augusto

Não é de hoje que os canteiros de obras da HOCHTIEF do Brasil são adeptos a práticas sustentáveis. Ações como coleta seletiva, lava-rodas, lava bicas e incorporação de resíduos da própria obra são apenas alguns exemplos. O que vale mesmo ressaltar é a iniciativa de alguns colaboradores que, independente de qualquer norma ou padrão da empresa, são engajados e se comprometem a buscar soluções para que o canteiro seja ainda mais sustentável.


Esse é o caso do canteiro da obra Atílio Innocenti, localizada na região da Faria Lima na zona sul de São Paulo. A gerente Adriana Machado explica que o canteiro já tem que nascer como uma amostra do que é ser sustentável e isso será refletido na obra. “Conseguimos desde o início implantar alguns itens importantes aqui, como por exemplo, o telhado feito com reaproveitamento de garrafas pet” explica. Ela defende também que a integração e o bom relacionamento da equipe fazem com que os colaboradores sintam-se parte do todo e lutem para melhorar estas práticas. “Se a empresa dá abertura, as pessoas que estão no dia a dia podem colaborar e muito. E aí eles compram a idéia e a coisa flui”, orgulha-se.


Podemos citar como exemplo de inovação e comprometimento o colaborador Jose Augusto da Silva Soares, encarregado eletricista da Atílio Innocenti. Ele percebeu que se gastava muita água com o lava-botas e teve a ideia de aproveitar a água de dreno que vertia da parede diafragma para reduzir esse consumo. “É um processo relativamente simples que consiste em desviar esta água para um reservatório e pressurizá-la para cima, onde fica o canteiro“, diz Augusto.

Adriana Machado, João Mariano e José Augusto

E as ações não param por aí. O mestre de obras João Mariano percebeu que também se desperdiçava muita água na concretagem dos blocos de fundação, pois, tinham que ser resfriados com água 24 horas por dia. Ele instalou uma bomba que resgatava a água após molhar e resfriar o bloco, bombeando-a de volta para um grande recipiente, ou seja, um ciclo ininterrupto com desperdício zero. O resultado da ação pode ser facilmente visualizado na conta de água da obra.


O mestre João, enquanto líder da equipe de produção, ressalta a importância de dar o exemplo e estar sempre focado em ensinar seus colegas de equipe a serem sustentáveis: “Da mesma forma que eu ensino meus filhos em casa, eu faço aqui com os colegas de equipe. Acho que isso não pode ser algo que fazemos só para a empresa, mas tem que se fazer pensando no futuro dos nossos filhos e netos. Cada um tem que fazer a sua parte”, defende João.


José Augusto compartilha da mesma ideia e complementa: “Onde eu moro não preciso pagar a conta de água, mas nem por isso eu desperdiço. E sozinho a gente não consegue nada, por isso é sempre bom lembrar nossa família e nossos colegas sobre a importância de economizar os recursos naturais”, completa Augusto.


São pessoas como a Adriana Machado, o João Mariano e o José Augusto que, através das suas iniciativas, vestem a camisa da HOCHTIEF do Brasil e se comprometem em levar nossos valores e crenças para as suas práticas diárias. Eles são ótimos exemplos de que sempre é possível fazer alguma coisa em prol do meio ambiente e da sociedade e ser, de verdade, um “agente de Sustentabilidade”.